Tabela mostra novos valores do INSS para próximo ano

Salário Mínimo 2019 – A história do salário mínimo é antiga, e saiba que seu surgimento foi na Austrália, lá no século XIX, acredita que aqui no Brasil o seu nascimento aconteceu somente quase um século depois. Foi no governo de Getúlio Vargas, que o salário mínimo, bem como a maioria das leis trabalhistas surgiu. Tudo isso aconteceu há 80 anos, através de um Decreto de Lei, e sua data de aniversário é 01 de Maio.

Mas naquela época não existia um salário mínimo brasileiro, a discrepância entre as regiões era enorme, e ao todo foram estabelecidos 14 valores diferentes de salários mínimos. A partir daí o Governo estabeleceu a primeira tabela que permaneceu válida por três anos consecutivos. Na tentativa de buscar equilíbrio entre os Estados e Regiões, em 1984 o Governo determina que o Brasil tenha apenas um salário mínimo nacional.

São muitos os trabalhadores que estão em uma expectativa da atualização do valor salário mínimo 2019, e existem especulações a respeito deste ajuste. O reajuste do salário mínimo é muito importante para que ele possa aumentar o poder de compra do cidadão, e geralmente esta alteração ocorre em janeiro, mas para que isto ocorra, a alteração vem sendo discutida com alguns meses de antecedência.

Nesse artigo vamos passar para você todas as informações detalhadas sobre o valor e reajustes do novo salário Mínimo. A seguir confira nosso conteúdo.

O que é o Salário Mínimo?

O salário mínimo é um valor, como o próprio nome já diz “um valor mínimo” aceitável, determinado por Lei. Explicitamente é direito garantido a qualquer trabalhador da cidade ou do campo. Seu valor é fixado por lei, é válido em todo o território brasileiro, e deverá atender as necessidades primárias da pessoa estendidas a sua família.

Na relação entre trabalhador e empregador, o valor salário mínimo 2019 é o instrumento de medir o trabalho ofertado e o trabalho recebido, por isso, ambos devem estar cientes deste acordo que determina a Lei. É o mais baixo valor de salário que os empregadores podem legalmente pagar aos seus funcionários pelo tempo e esforço gastos na produção de bens e serviços. Também é o menor valor pelo qual uma pessoa pode vender sua força de trabalho.

Na constituição Federal de 1988, está descrito que esta remuneração deveria atender financeiramente:

  • Compra dos alimentos para a família;
  • Cuidados coma saúde;
  • Lazer;
  • Cobrir despesas com transporte;
  • Despesas com moradia;
  • Educação.

E mais itens, que ironicamente fazem parte desta lista.

Quem tem direito?

O direito ao salário mínimo 2019 é para qualquer trabalhador brasileiro, indiferente de classe operária, credo, raça ou gênero. A garantia deste salário é promover a dignidade da pessoa, para que não aja abuso por parte de um empregador. Apesar de que diariamente temos relatos de pessoas expostas a condições de super desvalorização do trabalho.

Principalmente em relação ao não cumprimento da Lei que determina o mesmo como a menor remuneração aceitável, salvo exceções, porque elas existem. Nesta lista estão inclusos, o trabalhador que tem carga horária de trabalho parcial, que é limitada em menos que 25 horas por semana, estagiários.

Nova Tabela do PIS

Veja como consultar PIS 2019 de forma online, seguindo os passos abaixo:

  • Acesse o site www.caixa.gov.br;
  • Informe o número do NIS;
  • Digite a senha;
  • Clique em “OK”.

Se você estiver realizando seu primeiro acesso, você poderá digitar a senha que for de sua preferência e cadastrar a mesma.

Após fazer a sua senha para internet, várias informações serão acessíveis, entre elas o saldo de FGTS, bem como o PIS, entre outros programas como por exemplo o seguro desemprego, o bolsa família 2019, entre outros. A consulta PIS 2019 poderá ser feita também por telefone, disponível no site da Caixa ou através de uma agência bancária de forma presencial.

Não existe complicação alguma para consultar o saldo do PIS. Você mesmo poderá fazer a consulta em qualquer momento do ano, através das seguintes formas:

  • Fazendo uma ligação telefônica gratuita para o 08007260207;
  • Nas agências da Caixa Econômica Federal;
  • Nas agências do Banco do Brasil.

Como sacar?

De forma muito simples você poderá receber seu valor do PIS 2019, após a divulgação do calendário de pagamento do benefício, pelo Ministério do Trabalho, basta você comparecer a qualquer agência da Caixa Econômica Federal, ou agência lotérica, com:

Seu cartão do cidadão com a respectiva senha e você mesmo realizar o saque, inclusive no terminal;

Agora se você tem uma conta na Caixa Econômica Federal, tem a grande vantagem de que o valor do auxílio seja creditado automaticamente na sua conta poupança;

Mas se você não tem o cartão do cidadão e também não é correntista da Caixa Econômica Federal, é importante que leve consigo para efetuar o saque, seu documento de identidade e sua carteira de trabalho, com o número legível do PIS.

A partir daí você poderá, ou sacar com o próprio cartão da conta, ou utilizar o cartão de débito para fazer seus pagamentos. Para os trabalhadores públicos, o pagamento do PIS é responsabilidade do Banco do Brasil, considerando o dígito final do cadastro o PASEP.

Nossa conclusão

Com compromisso de transferir o valor, de um salário mínimo, uma vez por ano, para todas as pessoas que estejam corretamente enquadradas nos critérios e regras do PIS. É importante que se compreenda que só está apto a receber, quem está coerente com o que estabelece a normas do PIS 2019.

Para que tudo isto funcione, programar valores e datas para pagamentos é primordial. Pois é um processo cíclico, que exige que todos os envolvidos, empresas contribuintes, governo e cidadão estejam em harmonia.

É extremamente importante que a organização dos dados esteja correta e de fácil acesso, para que não ajam prejuízos, desvios e injustiças, principalmente para os trabalhadores. Com este propósito é desenvolvida a nova tabela do PIS.

Agora que você já tem conhecimento sobre todas as informações sobre a tabela do PIS 2019, ficará muito mais fácil realizar a sua consulta e sacar o seu benefício. Em casos de maiores dúvidas, deixe o seu comentário logo abaixo.